/* Analytics ----------------------------------------------- */

Focke-Wulf Fw 190A-8/R8




Um pouco de história

O Focke-Wulf Fw 190 foi um caça alemão multifuncional, de asa baixa, de construção em metal, revestido em duralumínio e com superfícies de controle cobertas por tecido. Juntamente com o Messerschmitt Bf 109, foi um dos principais caças da força aérea alemã durante a Segunda Guerra Mundial, operando em todos os teatros nos quais a Luftwaffe esteve presente. Desempenhou o papel de caça de superioridade aérea, escolta e interceptação, bem como caça-bombardeiro no apoio próximo às unidades em terra.

A versão A-8 iniciou a sua produção em fevereiro de 1944. Foi a versão mais produzida do Fw 190 com mais de 6550 unidades.
Apresentou melhorias relativamente às versões anteriores fundamentalmente no maior espaço de armazenamento de combustível, armamento de maior calibre, melhor proteção na fuselagem e um novo sistema de injeção de combustível.
A versão R8 era utilizada para ataque ao solo incorporando por isso uma bomba de 400 kg (792 lbs).


O modelo que vou construir representa o Focke-Wulf Fw 190A-8/R8 com o Nº 13
Este avião era conhecido por "Blue 13" e era pilotado pelo major Walter Dahl.








Alguns dados técnicos:

País de origem: Alemanha
Ano de fabrico: 1944 (versão A-8)
Peso : 3500kg
Envergadura: 10,52 m
Motor : 14 cilindros BMW 801D2 (1800 HP)
Velocidade máxima : 620 km/h
Armamento: 2 metralhadoras de 13mm e 4 canhões de 20mm


O modelo


Dados técnicos

Código:  3/2009
Editor: Halinski
Autor: Marcin Grygiel, Marcin Dworzecki
Escala: 1:33
Peças: 960
Instruções: Em polaco
Páginas de instruções: 1/2
Página de esquemas: 5
Folhas de peças: 6
Formato: B4

Duas das folhas do livro.



A montagem

Iniciei o modelo pelo esqueleto da fuselagem na zona da cabine. 
Estão já adicionadas algumas peças do interior da cabine do piloto.




Seguidamente apliquei as peças que correspondem ao interior da cabine.




Aqui já montadas.




Agora a cubertura superior.




E as laterais. Pelo exterior existem dois reforços de blindagem para uma maior proteção do piloto. O da direita já está aplicado.




Depois de aplicadas, está já formada a peça exterior por detrás da cabine.








Peças para a zona de saída dos escapes. Mais tarde irei montar os escapes que serão aplicados nas 8 marcas ovaladas.




Dobradas e coladas.



E já fazendo parte do modelo.






Coberturas da zona do motor já moldadas.




Antes de fechar a zona do motor, terão de ser aplicadas as metralhadores. Aqui podem ser vistas uma preparada e outra após o corte das peças.








Agora resta fechar o que faltava na parte frontal da fuselagem.






Mais peças para continuar  a construção da fuselagem. Agora a caminho da cauda.




Após colagem e dobragem...




... foi acrescentada ao modelo.








Laminagem das peças do esqueleto do estabilizador vertical. No cartão branco a 1mm e a partir do cartão de uma embalagem  a 0,5mm.






Parte superior já colada.




Esqueleto completo.




A primeira peça para a cauda do FW190A.



Aplicada. 




Segue-se a que fica por cima. A Halinski é uma das poucas senão a única que mantém a suástica nos modelos mantendo assim a cópia fiel do original. 




Também ela passou a fazer parte do modelo






As peças que faltam para completar a traseira do modelo.




Fuselagem completa, falta o nariz.






Assento do piloto






Na cabine está quase tudo montado.




O motor. Tudo irá ficar escondido não se justificando a quantidade de peças utilizadas pela Hakinski.




Ainda são umas dezenas. O conjunto para uma das 14 cabeças dos cilindros à direita.








O nariz do FW que irá cobrir o motor.
Para dar forma à primeira (interior) e segunda peças, são utilizadas duas peças/fôrmas que serão retiradas perto do final da montagem, por isso foi ligeiramente colada. Abri também alguns buracos para facilitar a remoção.
A fôrma de trás é redonda mas a da frente é ovalada com uma zona reta em baixo.




A peça exterior




Novo anel




Outro




Formatação das peças




Mais um anel




Estrutura para a última peça






Para montar esta este conjunto, está na altura de retirar as fôrmas




A peça final




Já com os dois buracos que levarão as peças de rebaixamento da fuselagem para permitit os disparos das metralhadoras.




Duas saliências do motor.




Motor já colado bem como os tubos de escape e a carenagem do motor pronta a ser adicionada.




Fuselagem completa.






Segue-se as asas. As peças para a estrutura, todas laminadas em 1mm.




Sequência de montagem








Parte de baixo.




O próximo conjunto de peças corresponde ao habitáculo do trem de aterragem.




Um dos ganchos de fixação do trem já montado e o conjunto das peças que o compõem. Além destes serão adicionados vários suportes de reforço da estrutura. Estes componentes serão vistos mais adiante já montados.




As peças principais das asas. Existe a opção de ficarem todas fechadas ou com uma zona ao lado dos flaps aberta. Como optei por esta última, essas partes foram separadas das peças principais. À direita a peça ainda inteira e à esquerda, na outra asa, a peça já separada.




O bordo da ataque já formado.




As duas asas foram unidas para que na colagem à estrutura tudo ficasse bem posicionado.




Para iniciar a colagem, montei provisoriamente a estrutura das asas na fuselagem.
Nesta foto podem ser vistos na zona do habitáculo do trem de aterragem os reforços da estrutura.




E acertei bem a junção entre os dois conjuntos na zona onde se encontram, E fiz aí uma pequena primeira colagem.




Agora, a partir daí, vou continuar a colar toda a cubertura das asas.




Asa colada, quase pois faltam as pontas.








Provisoriamente encaixado na fuselagem




Reforços para o bordo de fuga das asas. As peças são tão sensíveis que tirei a foto antes de as cortar.




Montadas nas asas.




As pontas das asas. Talvez as peças mais difíceis do modelo. Curvas compostas bastante complexas e com colagens de topo.




A sequência pela qual optei, colar a de cima à asa e ir depois ir colando a de baixo a partir do bordo de ataque.




Não ficaram perfeitas mas considero aceitáveis. Numa próxima montagem do género tentarei pensar numa outra opção de colagem.










Deixando as asas de lado de momento. Vou para o estabilizador horizontal e o respetivo leme de profundidade.


As peças para o estabilizador horizontal




Montadas as peças da cobertura nas da estrutura.




As peças para os lemes de profundidade.




Neste caso optei por colar as peças de cobertura e depois no interior aplicar as peças da estrutura.




Verificação do posicionamento. Aparecem alguns pontos mais escuros mas não é cola, faz parte da camuflagem do modelo.




Para já vou aplicar no modelo só os estabilizadores para evitar pancadas nos lemes de profundidade com o manuseamento do modelo.




Agora o leme de direção. As peças.




Já montado no modelo. Utilizei o mesmo método que apliquei no estabilizador horizontal, colar as duas peças exteriores no seu bordo de ataque, colar a estrutura fazendo-a entrar pelo bordo de fuga e depois colar este.






Nas asasvou acrescentar algumas peças com mais curvas compostas.




Na parte de baixo...




E na parte de cima...




Duas peças que vão fechar a zona branca que se vê na foto anterior. Acrescentei algumas abas de colagem para facilitar a união.




Peças aplicadas, a união central não foi colada pois não é necessário, a fusalagem vai cobrir a zona..




Mais algumas peças para a zona do porão do trem de aterragem. As 4 da direita são para o interior do porão e as restantes ficam no exterior.




O conjunto que fica no exterior mesmo ao centro e que tem ainda alguns tubos de escape.




E já tudo montado.




Vou então unir a fuselagem às asas.






As duas peças que vão fechar a ligação entre a fuselagem e as asas.




Depois de montadas no modelo.




A finalização na parte da frente.




E na parte de trás onde ainda não colei pois vão ser aplicadas as peças que vão fechar esta zona.




Porque os porões de carga situados  nos bordos de fuga das asas vão ficar abertos, separei a peça que vou colar das portas desses porões.




E assim ficou fechada a ligação entre a fuselagem e as asas junto ao bordo de fuga..








As peças para construir o suporte do depósito de combustível auxiliar. Não vou aplicar o depósito pois não gosto de vê-lo pendurado no avião. Considero que desvirtua as linhas do FW190.




O suporte e a estrutura aerodinâmica já montados. Antes de os aplicar no modelo vou ainda montar as 4 pequenas peças na zona exterior do porão do trem de aterragem e que delimitam a parte circular quando o trem está recolhido.




E tudo já montado no modelo.






As peças para o trem de aterragem.




Conjuntos montados.




Peças para o sistema de acionamento do trem de aterragem.




Equipamento do trem de aterragem completo.




Trem de aterragem, roda traseira. Peças.




Terminado.




Depois dos trens teriam de ser as rodas. Peças.




Peças preparadas para a pintura.




E finalizadas




Trem de aterragem principais montados




Lemes de profundidade também terminados...


.
... e montados.






Peças para a porta do porão de carga nas asas.




Em fase de construção




As peças para os ailerons.




Ambos os equipamentos montados.










As peças para o spinner e hélice.




O spinner em fase de construção.




Construindo a hélice.




Uma pá está ´ronta, outra a meio e uma no início.




Construção terminada para o spinner, hélice e ventilador.
Não vou já montar no modelo, ficará para o fim visto serem peças salientes e poderia haver acidentes de manuseamento.








O FW190A já tem também... metralhadoras.




... mira.




e  trem de aterragem traseiro.




Parte traseira do canopy.




Duas antenas na parte inferior da fuselagem.






Após montar a antena principal e as rodas o FW190 ficou terminado.

























21 comentários:

  1. olá!!
    rapaz!!! que rapidez!!! já tá assim? puxa!! nem deu pra ver mais do inicio!!!
    vai ficar legal!! tbm acho muito bonito esse avião! este e o hurricane(não sei se escreve-se assim) spitfire e P51 rsrsrs
    legal!!! esperando mais fotos!
    obs.: respondi o seu email!!

    ResponderEliminar
  2. muito legal!!!
    essa dobra aí então...muito legal!!! ficou igualzinho a lataria do avião!!
    parabéns José!
    este não vais pintar não né?

    ResponderEliminar
  3. Olá Jonatã!
    Este não é mesmo para pintar tem uma boa camuflagem.

    ResponderEliminar
  4. imaginei! auha muito maneiro!! (giro) auhauha
    e os topos do papel, digo, as laterais de corte, como esconde/camufla?

    ResponderEliminar
  5. rapaz!!! que legal!! muito demais!!!
    o motor deve ser opcional montar, eu acho!
    acho que é pra depender da habilidade e desenvolvimento do modelista! e da escolha dele!!
    um menos experiente como eu, em primeiro momento,
    percebendo que ficaria escondido, nem montaria!
    Já um avançadíssimo como tu és, monta-o mesmo pelo prazer de ver e montar,
    e podes até bolar algo para abrir e fechar o 'capô' do motor rsrsrs tenho, temos, certeza!!!
    tá lindão!! parabéns!

    ResponderEliminar
  6. Olá Jonatã!
    As zonas de corte pinto com aguarela com um tom de cor idêntico ao do local.
    Umas portas para visualizar o motor era uma possibilidade mas agora já não dá pois estou a fechar a fuselagem dessa zona e já tenho várias peças coladas. Fazer cortes com as peças coladas e formadas iria dar problema. Fica assim!

    ResponderEliminar
  7. rapaz!! muito legal!! mto mesmo!!!
    mto legal tbm a explicação da forma!!!
    rsrsrrsrs dá gosto de ver!!! incrível como retrata!!
    auhauha

    ResponderEliminar
  8. mto bom!!!
    gosto dessas montagens das asas, esses perfis internos
    que dão formato!! legal demais!
    em, como fizestes a inclinação das asas pra cima?
    digo, como calculou e usou o q para dar a inclinação correta?
    é que uma vez tentei um e achei q a asa estava mto reta/horizontal!
    mas não achava a inclinação direito e uma asa acabou mais inclinada q a outra!(snif) rsrs
    mas foi um (q hoje sei o nome) scratch, de bambu e papel de seda rsrsrs foi uma escola rsrs uhauha
    parabéns josé!! tá mto bonito!!!

    ResponderEliminar
  9. Jonatã, a inclinação é dada pela longarina que fica a toda a largura das asas como podes ver nas fotos. A Halinski fez um bom trabalho na criação do modelo. Quando isso não acontece é necessário utilizar algum sistema feito pelo modelista em que ambas as asas apoiem com o mesmo ângulo durante a secagem.

    ResponderEliminar
  10. olá José!! muito legal rapaz!! muito bonito!!! essa parte da estrutura, interna, da aeronave tá demais parecido ao de um avião real.
    digo isso agora porque em setembro, fui a um show aéreo aqui no Rio onde se apresentou tbm a 'esquadrilha da fumaça', brasileira, com aviões turbo-hélices super-tucano da embraer, mas tinha uma exposição de aviões antigos, como um P-40 e um p-47 e vários outros, fica num museu, o musal - museu aeroespacial - campo dos afonsos, tirei muitas fotos, inclusive dessa parte interna do trem de pouso, agora sei mais como é de verdade rsrs auhauha
    parabéns!! está perfeito!!realmente esses kits q usas são mto bons!!!

    ResponderEliminar
  11. mto bom josé!!
    mas quanto a ponta da asa acho q ficou bom mesmo!
    nem dá pra ver defeito, só tu com a lente mesmo!! auhauhauha
    mas, acho q melhor q isso, só a maneira que tu fazes de lixar e pintar rsrsrs auhauhauha
    será que vendem modelos em branco? para pintar?
    ou com leves tonalidades apenas para indicar?
    acho q assim seriam mais baratos ainda!! seria mais fácil pintar!
    mto bonito!! parabéns!!

    ResponderEliminar
  12. Jonatã, que eu saiba não vendem modelos em branco. Mas isso não é importante quando se pinta o modelo.

    ResponderEliminar
  13. mmmm ok rsrsrs
    mas que legal está ficando em!!
    legal chegar de manhã aqui no trabalho e ver novas postagens
    aqui estamos no horário de Brasília+1 hora de horário de verão
    sendo gmt+3= 4 horas a mais que aí né? então, agora 8:51
    deve ser aí 12:51 certo!? rsrs
    então percebo que postas mais de manhã!
    legal!! parabéns José!

    ResponderEliminar
  14. Jonatã, estás a fazer mal as contas. Como aqui estamos no horário de inverno, a diferença é apenas de 3 horas.
    Agora aqui são 23:30 e aí são 20:30

    ResponderEliminar
  15. rsrs ok! não tinha me lembrado do horário de inverno daí.
    aqui infelizmente não tem, acho que seria legal! rsrsrs

    muito legal essas novas peças em!!! fica com muito detalhe!!
    demais José!!

    ResponderEliminar
  16. Olá José!!! parabéns!! está muito 'show'!!!! mto bonito mesmo!!
    Em, deixa eu ver se entendi direito, as partes de flaps e profundores e algumas outras, serão móveis?
    Puxa!!! se forem..ficará muito demais!! tem q dizer aqui como, se fizeres isso, OK?!!
    mas se não for,saiba q do jeito q está, está super demais!!
    parabéns outra vez!!
    abç

    ResponderEliminar
  17. Olá Jonatã! Não, nem os flaps nem os lemes de profundidade são móveis. Neste modelo só a hélice é móvel.

    ResponderEliminar
  18. OK! rsrs
    parabéns de novo! bela montagem!!
    acompanhando em!!!! rsrs

    ResponderEliminar
  19. Bela montagem ó pá, como sempre um brinde aos nossos olhos.
    Aproveito prá desejar a ti e a tua família um excelente ano novo com muita saúde, luz e paz.

    Grande abraço cá d'além mar, Francisco - franneto

    ResponderEliminar
  20. Obrigado Franneto. Um Bom Ano para ti também bem como para os teus. Tudo de bom.

    Abraço

    ResponderEliminar
  21. ficou 10!!!
    parabéns jose´!!
    tem dias que não entro praa ver..
    legal!

    ResponderEliminar